sábado, 11 de outubro de 2014

Arte Sacra e Arte Religiosa



Existe distinção entre Arte Sacra e Arte Religiosa.
Segundo Cláudio Pastro: "a arte sacra é algo feito do ser da Igreja, da profundeza do ser cristão, é uma continuidade da liturgia e da celebração cristã e se põe a serviço da Igreja. A função da arte sacra é testemunhar Jesus Cristo. Ela é a visualização plástica do evangelho, a petrificação dos dogmas, e por isso, nos aproxima mais do verdadeiro ecumenismo cristão do que qualquer outra coisa. Ela também é educativa.".( Pastro, 1993: p.)

"A Arte Sacra nasce da celebração objetiva do mistério da Igreja . 
A Arte Sacra não é só experiência subjetiva como se o artista fosse um super-homem. O homem cristão sabe-se parte de um único e belo Corpo Místico, o Corpo de Cristo. 
O artista cristão é um entre tantos ministros na sagrada liturgia e está a serviço da Igreja . A arte nasce,  assim, de um gesto de celebração. A arte é síntese de um tempo, de um movimento, de uma profecia e chama-nos, orienta-nos para os valores do espírito.(Pastro, 2002, pág.8)"


A Arte Religiosa, segundo afirma Cláudio Pastro, " pode ser qualquer estátua ou pintura de algum santo feita, por exemplo, em estilo barroco, que deve ser um mero acessório em uma igreja, nunca a peça principal.Esse tipo de arte , aliás, foi bastante praticado por quase todos os artistas renomados do Renascimento. E de tal modo que Henri Matisse,um pintor francês muito famoso,que morreu em 1954, foi extremamente feliz ao dizer que o Renascimento quase arruinou a Igreja, porque os artistas deste período, como Michelângelo, Leonardo da Vinci e Rafael estavam mais preocupados em mostrar seus talentos do que,propriamente, em dar um testemunho de fé.". (Pastro, 1993: p. ).

"O homem que cria uma imagem de culto não é um "artista" no nosso sentido. Não cria
mas serve à Presença, contempla. A imagem de culto contém algo incondicionado.
Está em relação com o dogma, o sacramento, a realidade objetiva da igreja. O artista
de imagens de culto" requererá um ORDO, uma ordenação e missão por parte da
Igreja. Seu serviço será um mistério. O oposto ocorre com a imagem de devoção. É a
vida pessoal cristã com suas reflexões de fé, lutas e buscas internas. Forma parte dos
cuidados das almas, produz edificação e consolo."(Pastro, 1993: p. 112).

Na imagem de culto, Deus se manifesta e o homem emudece, contempla, reza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário estará sujeito a moderação, até que seja liberado.Obrigado.