quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Terra Santa: Rio Jordão - Fonte de Eliseo - Muralhas de Josué - Figueira de Zaqueu - Monte da Tentação - Mar Morto

Terra Santa: Sexto dia - 20/09/2012

1) RIO JORDÃO





Ao sul do mar da Galileia, o rio Jordão separa a Jordânia, no leste, de Israel e da Cisjordânia (ocupada pelos israelenses), no oeste. Ele corre através de um vale estreito e profundo com encostas íngremes e, finalmente, desagua no mar Morto.







É um rio importante para cristãos, judeus e muçulmanos, por causa de sua localização numa área considerada sagrada pelas três religiões.
Quando chegou o tempo de iniciar sua vida  pública, o primeiro ato de Jesus foi ir até o Rio Jordão e ser batizado por João Batista. Quando saiu da água, ajoelhou à margem e orou. Então o céu se abriu e raios de glória refulgiram "e viu o Espírito de Deus descendo como pomba, vindo sobre Ele". (Mateus 3:13-17)


 
Batismo de Jesus,Andrea del Verrochio e Leonardo da Vinci,Uffizi Galery, Florença
Tivemos a oportunidade de renovar as promessas do nosso batizado, quando ainda éramos bebês.  
Nós não viemos a este local nos batizar, e sim renovar as promessas do nosso batismo e para pedir o batismo no Espírito Santo.

Este não é o local exato onde Jesus foi batizado, o local exato é de difícil acesso e não tem estrutura para receber muitos peregrinos.
No Batismo, o Nosso Pai Deus tomou posse das nossas vidas, incorporou-nos na de Cristo e enviou-nos o Espírito Santo.


 
2) FONTE DE SÃO ELISEU





Os homens da cidade de  Jericó chegaram ao profeta  Eliseu e disseram: “...a estada na cidade é agradável, todavia a água é ruim e a região, estéril .” Eliseu determinou aos homens de Jericó: “Trazei-me uma tijela nova e ponde sal dentro. Trouxeram-na a ele.  Eliseu caminhou para o lugar onde as águs nasciam e, lançando ali o sal disse:  “Assim fala o SENHOR: Eu saneio estas águas e elas não mais causarão morte ou esterilidade.” (2 Reis 2:22)

As águas tornaram-se potáveis e até hoje é um dos mananciais mais ricos de Jericó.
 







3) MURALHAS DE JOSUÉ



O povo de Israel, conduzido por Josué,  precisava conquistar a primeira cidade inimiga, Jericó, para chegarem à Palestina, a Terra Prometida.

A Segundo a Bíblia, Jericó era um centro importante e rico (Josué 6,24), rodeado por muralhas altas e poderosas (Josué 6,5). 








No seu interior habitavam os cananeus, povo bem apetrechado, com um rei, com serviços secretos de inteligência (Josué 2,2), e com um valoroso exército treinado para a guerra. Os israelitas, pelo contrário, eram apenas um bando desorganizado de tribos e clãs que vinham a fugir da escravidão do Egito.
Como poderiam conquistar todo o país, se a primeira cidade já parecia inconquistável?

Nesse momento Deus falou a Josué, e explicou-lhe a estratégia que deviam utilizar para vencer Jericó. 







Durante sete dias, marchariam em círculo, à volta da cidade, levando a Arca da Aliança. Os sacerdotes iriam tocando as trombetas, enquanto o resto do povo os acompanharia com um solene silêncio. Dariam uma volta cada dia e voltariam para o acampamento.
«No sétimo dia, levantando-se de madrugada, deram sete a volta à cidade, como nos dias precedentes. Foi o único dia em que deram a volta à cidade por sete vezes» (Josué  6,15). Logo a seguir à sétima volta, Josué disse ao povo: «Gritai, porque o Senhor vos entrega a cidade» (Josué (6,16).
«Mal o povo escutou o som das trombetas, fez ouvir um grande clamor e as muralhas da cidade desabaram. Os filhos de Israel subiram à cidade, cada um pela brecha que tinha na sua frente, e tomaram a cidade» (Josué 6,20).
Pela fé, ruíram as muralhas de Jericó, depois de rodeadas por sete dias”(Epístola aos Hebreus 11:30)
A batalha de Jericó aparece como um acontecimento militar chave para o povo de Israel, uma vez que lhe abriu as portas da conquista da Palestina.



4) A FIGUEIRA DE ZAQUEU  





Zaqueu era um coletor de impostos muito rico, que trabalhava para o império romano,  que se converteu quando Jesus se hospedou em sua casa. Quando se converteu, Zaqueu se tornou honesto e generoso.
"...Zaqueu , chefe dos coletores de impostos, muito rico".(Lucas 19:1-2). Os outros judeus não gostavam dos cobradores de impostos,  porque muitos eram corruptos e roubavam o povo.



 
Zaqueu, Niels Larsen Stevens

 Na sua viagem para Jerusalém, um pouco antes da entrada triunfal, Jesus passou por Jericó. Zaqueu sabia que Jesus estava passando mas não conseguiu vê-lo, porque era de baixa estatura e a multidão o impedia de ver. Como queria muito ver Jesus, Zaqueu correu na frente da multidão e subiu a uma figueira brava que ficava no caminho que Jesus ia percorrer (Lucas 19:3-4).
Jesus chegou à árvore e olhou para cima. Chamando Zaqueu pelo nome, ele lhe mandou descer, porque queria ficar em sua casa.. Alegre, Zaqueu desceu depressa e levou Jesus para sua casa. Lá, ele declarou que iria dar metade de seus bens aos pobres e devolver quatro vezes mais a qualquer pessoa que tivesse extorquido. Jesus respondeu dizendo que a salvação tinha chegado nesse dia à casa de Zaqueu (Lucas 19:8-9).


5) MONTE DA TENTAÇÃO 





Logo após o seu batismo, foi Jesus levado pelo Espírito a um monte, onde passou 40 dias e 40 noites em jejum completo e foi tentado pelo demônio. Essa  montanha, que serviu de claustro a Jesus, é conhecida como o monte da Tentação.(Mateus 4, 1-10)
Distante 20 quilômetros a leste de Jerusalém, esse monte fica a quase 1000 metros acima do nível do mar. Sua altura, contudo, não ultrapassa a 300 metros, por encon­trar-se no profundo terreno do vale do Jordão. Caracteriza­do por ingrata aridez, possui inúmeras cavernas, onde os monges refugiam-se para meditar.
Na realidade, a Bíblia não declina o nome do monte onde Jesus foi tentado. Entretanto, o Monte da tentação é o único que corresponde ao cenário onde Cristo travou uma de suas mais decisivas batalhas.
 
As tentações de Cristo, mosaico Séc.13, Basílica de São Marcos, Veneza



6) MAR MORTO



O lugar mais baixo da superfície terrestre encontra-se a 417 m abaixo do nível médio do Mar Mediterrâneo. sim chamado porque a quantidade de sal existente é dez vezes superior à dos demais oceanos. Essa quantidade superior de sal faz uma pressão que impede que as pessoas afundem.





Na Bíblia hebraica consta que ao norte do Mar Morto está Jericó. Em algum lugar, talvez na costa do sudeste, estariam as cidades mencionadas no Livro do Gênesis, que disse terem sido destruídas na época de Abraão: Sodoma e Gomorra (Gênesis 18).




 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário estará sujeito a moderação, até que seja liberado.Obrigado.